Este é um blogue onde a criatividade anda sempre activa seja na cozinha, na decoração ou no artesanato. Entre e encontre a sua inspiração.
Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Apoios
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Novidades no E-mail

Insira o seu email aqui:

Entregue por FeedBurner

arquivos
Posts mais comentados
arquivos
12
Ago
13

Se há coisa que muita gente não entende é porque se faz stock em casa de produtos que estão ao alcance rápido nos supermercados. Para quem é poupado e organizado a resposta é muito simples: PARA POUPAR!

 

Enquanto a maioria para na melhor das hipóteses 50% do preço real de um produto muito de vez em quando e paga a sua totalidade a maioria das vezes, quem se organiza e faz stock consegue chegar a pagar apenas 10% do valor normal de um produtos, quando não o consegue completamente de graça.

E é dificil fazer stock? Não, não é?

É difícil começar a fazê-lo mantendo as regras mas depois é só ir repondo ao sabor das necessidades e das promoções.

O espaço para fazer o stock depende das necessidades de cada família mas sobretudo do espaço disponível.
Por exemplo, ao contrario do que muitos possam imaginar eu não tenho um mini-supermercado em casa. Tenho apenas um pequeno armário onde guardo os produtos que realmente fazem falta lá em casa e que tenho em stock sempre que é preciso.

 

E do que se pode fazer stock?

Dependendo das quantidades e do espaço, praticamente tudo pode ser alvo de stock!

 

Nos produtos alimentares eu apenas faço stock do que têm grande prazo de validade, como por exemplo:

  • leite (no meu caso de soja)
  • sumos
  • massas e arroz
  • farinha (pouca)
  • cereais de pequeno-almoço
  • bolachas (sem recheio)
  • leite condensado
  • café e chocolate em pó

Depois também compro por exemplo iogurtes ou margarida a mais se estiver em boa promoção mas em quantidade que seja consumida até ao fim da validade do alimento.

 

Nos bens não alimentares, faço stock de tudo o que é normal numa casa:

  • detergentes para a roupa e loiça
  • detergentes para chão e vidros
  • shampoo, amaciador e outros produtos de cabelo
  • gel de banho
  • desodorizantes
  • dentífricos
  • toalhitas (eu uso as de bebé como desmaquilhantes!)
  • papel higiénico
  • outros produtos de higiene pessoal

E qual a vantagem disto tudo, perguntam os menos habituados?

Poupar muito dinheiro!! E poupar preocupações também!

 

Para os mais desconfiados posso vos dizer que no período em que estive desempregada as minhas compras resumiram-se a produtos frescos e pouco mais. Se o stock for bem gerido não há necessidade de preocupações. Foi o meu caso.

Apenas fiz compras de bem essenciais durante muitos meses e a gastar muito pouco. Isto porque tinha tudo organizado anteriormente e podia usar o stock que tinha sem me preocupar.

Sempre que havia uma promoção em que os produtos que normalmente uso ficavam quase de graça eu aproveitava para repor algum stock mas a maioria dos produtos não me preocupei em adquirir pois tinha o suficiente para me manter.

E acreditem isto foi um descanso! Pois quem já passou por um período de desemprego sabe o quanto cada despesa pesa no orçamento!

 

E como se deve programar um stock?

  1. Devem reservar um espaço que o possam usar para guardar o vosso stock e o manter organizado. Não vale a pena adquirirem produtos em maior quantidade se depois não sabem muito bem o que têm em casa!
  2. Fazer uma lista do que costumam ter por casa e usar muito e que seria vantajoso ter sempre por casa.
  3. Procurar nos folhetos promocionais os produtos desejados e fazer as contas para ver se realmente compensa comprar uma quantidade maior.
  4. Reservar uma fatia do orçamento doméstico para esse stock todos os meses. Esta fatia não tem de ser grande. Pode ser 10€ por exemplo. Tudo depende do dinheiro que a sua família pode colocar de lado para este fim. Veja isto como um investimento a médio prazo que o vai ajudar a baixar as despesas.
  5. Por último, mas muito importante, não dar ouvidos a quem critica. Quem segue este estilo de poupança (e encontram vários exemplos por essa web fora) consegue poupar muito dinheiro todos os meses. E isso ajuda-nos a viver uma vida confortável sem grandes despesas. 

Com esta organização em 2009 consegui voltar a estudar e pagar a minha licenciatura. De outra forma seria completamente impossível para mim. Nunca tive direito a bolsa de estudo. Ganhava meia dúzia de euros acima do limite máximo permitido.
Por isso se quis cumprir o objectivo de ter mais formação, tive de auto-financiar os meus estudos! Não estou mesmo nada arrependida de o ter feito. Muito pelo contrário!

E vocês aí desse lado, podem escolher o objectivo que mais vos agradar.

Pode ser para pagar os vossos estudos ou dos filhotes. Pode ser para fazer aquelas obras que a casa precisa há tanto tempo. Pode ser para começarem uma poupança sem um objectivo definido. Ou pode simplesmente ser para fazer face a um decréscimo de rendimentos e que precisam de controlar as despesas.

A escolha é sempre vossa!

Boas poupanças!

publicado por criatividade-em-movimento às 08:55
De Manuela Palma a 12 de Agosto de 2013 às 10:56
Infelizmente não tenho aproveitado as promoções tanto quanto eu gostaria, mas posso dizer que o pouco que tenho feito tem-me permitido fazer poupanças muito boas mesmo a nivel de despesa de supermercado. Um item que eu armazeno em grande escala é o azeite que é carissimo e que normalmente tem a validade de um ano. A última compra que fiz foram 24 garrafas de 750 ml a 1,78E mas conheço quem há poucos dias tenha pago 0 Euros, sim zero mesmo, pelo acumular de promoções. Eu própria comprei arroz com 75% de desconto, comprei mais de 50 quilos, um excelente investimento.
De Libânia a 12 de Agosto de 2013 às 18:01

Concordo contigo; aproveito as promoções, e tenho poupado muito com isso, apesar de ter um contra que não consigo vencer, ou seja, o marido cá de casa tem um fascínio pelo Continente e respetivos vales...
De ANa a 22 de Agosto de 2013 às 20:46

concordo contigo.  estou desempregada a quase 2 anos e tenho uma filha de nove meses e se não fosse este "estilo de vida" neste mometo não teria dinheiro para tudo... mas como á pelo menos 10 anos que faço sotck (comecei em casa dos meus pais) para mi o orçamento para compras não é problema e mesmo com a bébé consigo manter-me por volta dos 100€, incluindo fraldas, toalhitas papas, etc.
dá-me raiva certas pessoas que têm a lata de dizer na minha cara que é mentira e que não é possivel viver assim, a essas ignoro (a inveja é muito feia)!
obrigada pelas dicas do blog :)

pesquisar neste blog
 
Visitantes
estão visitantes online
Escreva!
Ganhar dinheiro
beruby.com, o portal que partilha os seus rendimentos beruby.com - Empieza el día ganando
Nas Redes Sociais
últ. comentários
Em primeiro lugar desejo-te um bom ano 2014!!!Gost...
Um 2014 feliz e cheio de objectivos realizados!Bei...
Destralhar é um processo lento... E muito mais psi...
Não duvido que os consigas realizar todos.És uma m...
Fico feliz por ti, com esse balanço tão positivo. ...
Obrigada, desejo o mesmo para si e para a sua famí...
Receita? Não há receita!É só meter o açúcar na pic...
Olá!Tb adoro o blog da Rita Domingues e tb tenho a...
Como te compreendo amiga,...Beijinhos,Espero por t...
Como é a receita?
blogs SAPO